Archive for Setembro 2011

Novidade no blog

Meninas preciso contar uma novidade para vocês, desde  ontem à tardinha estou me roendo de vontade para contar, mas resolvi me conter e esperar e contar aqui para vocês.

Estou super, mega, ultra feliz, desde que fiz o blog venho acompanhando vocês e o sonho de manter e divulgar o blog tem crescido cada dia mais, sendo assim, aos quatro meses de blog, finalmente vamos realizar o nosso PRIMEIRO SORTEIOa nossa primeira parceira, é a Silvia Mimos, ela confecciona lindos enfeites de cabelo para as meninas, tem um mais lindo que o outro, e uma princesinha vai ficar mais linda ainda. Ela já havia presenteado a Sophia com esses mimos e posso dizer que são lindosssssss mesmo. 

Vou fazer o post o rapidinho mas preciso de uma ajudinha de vocês para organizar o sorteio, como faço a lista e tudo mais. Gurias me ajudem, por favor!!!!!

Um abraço,
Francisca e Sophia

Ter um filho(a) - Milagre da Vida

Ter um filho
é mais do que gerar, é dar a vida,
é permitir que a própria vida se desdobre,
é amar no sentido mais amplo,
é viver na condição mais plena,
é ser um pouco mais humano,
e um tanto mais divino.

Ter um filho
não implica apenas um seio materno;
implica horas de sono,
momentos de aflição,
tempos de alegria,
grandes momentos de expectativa.

Ter um filho
exige responsabilidade por outra vida,
amor integral, paciência sem limite,
doação total.

É tão belo ter um filho!
Assim como é tão bom ser filho.

Se ter um filho, mistura o seu pequeno eu
ao grande ser de Deus, por nove meses,
tornando-te um pouco mais divina.

E Deus em seu amor, no teu seio, se faz
novamente humano.

Que o Senhor me dê a graça de ser uma boa mãe,
para merecer a missão que me confiou ao
gerar em meu ventre um outro ser.
"Autor desconhecido"

Agradeço todos os dias por poder ser mãe e ter uma filha abençoada.
Te amo mais que tudo nessa vida, minha princesa Sophia.



Para completar a reflexão, deixo  o vídeo Milagre da Vida com Cristina Mel. 

Um abraço,
Francisca

É primavera

Finalmente o inverno foi embora, e levou com ele aquele frio terrível, não precisamos mais dormir cheios de roupa, cobertores e edredons, adeus ao resfriado, enfim tudo que a estação propicia, e assim chegou uma das mais belas, se não for a mais bela, estações: a primavera

Agora podemos andar com roupas leves, os dias são mais ensolarados, mais alegres, as ruas floridas, o perfume no ar, enfim, podemos sentir o amor no ar, pois a primavera é muito romântica. 


Minha princesa flor.


Deixo para vocês a música Sol de Primavera - Catedral, composição de Beto Guedes e Ronaldo Bastos, espero que gostem.

E mais uma vez, seja bem vinda primavera em nossas vidas.

Um abraço,
Francisca e Sophia

Adaptação da nova chupeta

Hoje iniciamos a adaptação da nova chupeta, é isso mesmo que vocês estão lendo, adaptação da nova chupeta.  Antes mesmo da Sophia nascer eu já havia comprado algumas chupetas, diferentes é claro, até porque não sabia qual delas ela iria gostar.

Mas, pra minha infelicidade ela não queria nenhuma, pegava, colocava na boca e logo tirava e depois ficava brincando e olha que nos fez muita falta, mas não podia forçar. Até que um dia estava passeando no shopping e vi uma criança com uma chupeta diferente e achei estranho, pois nunca tinha visto. 

Quando fui comprar a mamadeira, me apresentaram a da Chicco que é de látex, porque a de silicone nada da moça pegar, e foi ai que conheci também a chupeta de látex, então pensei se ela não quiser vai ser apenas mais uma, e resolvi levar.

Segui os passos para a esterilização e ofereci, pegou, colocou na boca e não largou mais, parecia que sempre andou de chupeta. E eu super feliz é claro, ajuda em muito, sabe aquelas horas que nada funciona, ela resolve e acalma. Não se preocupem a Sophia já estava com quase 9 meses.


Claro que o látex da chupeta muda de cor rápido e logo tinha que ser trocada, não me importava, mas como tudo que é bom dura pouco, a Chicco resolveu a poucos meses tirar  todos os produtos de látex de circulação, pois havia mães que esterilizavam a toda hora e o látex ficava uma meleca.


Pensei rápido, o que vou fazer se ela só aceita essa chupeta, a solução é fazer um estoque, só  achei três para comprar, mas melhor do que nada né, a amiga Marcella Ruschel Stelle, mãe também da Sophia, do blog http://www.monmaternite.comaté se ofereceu em comprar na sua cidade, Curitiba, e me mandar, mas o custo da entrega sairia mais caro do que a chupeta, resolvi deixar assim.


Abri a poucos dias a penúltima chupeta, e numa das minhas andanças comprei a nova chupeta da Chicco, só que agora toda de silicone, ela pegou e ficou brincando com ela dentro da embalagem, até que hoje ela pegou e começou, abriiiiiii, abriiiiiiii. E eu abri e dei pra ela.


Ela fica um pouco, olha, coloca na boca novamente, daqui a pouco vai lá e pega a outra, e assim estamos à tarde toda. Não vou forçar, ou esconder a antiga, pois ainda temos um tempinho até dizermos adeus a chupeta de látex.


Não sei o que vai acontecer, mas nada como um dia após o outro, não é. E claro que assim que tiverms novidades sobre isso, eu conto pra vocês.


Alguma de vocês já passou por isso, como foi?


A nova chupeta.




Essa é a que ela está usando e logo dará adeus.




Um abraço,
Francisca e Sophia

21 de setembro, Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

O Brasil é um país com uma população total de 190.755.799 habitantes,  segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2010, distribuídos por uma extensão territorial de 8.502.728,269 Km2.

O País caminha velozmente rumo a um perfil demográfico cada vez mais envelhecido, pois o índice de envelhecimento aponta para mudanças na estrutura etária da população brasileira. Em 2008, para cada grupo de 100 crianças de 0 a 14 anos, existiam 24,7 idosos de 65 anos ou mais. Em 2050, o quadro muda e para cada 100 crianças de 0 a 14 anos existirão 172,7 idosos.

Os resultados do Censo 2000 mostram que, aproximadamente, 24,6 milhões de pessoas, ou 14,5% da população total, apresentam algum tipo de deficiência. O IBGE levou em conta que deficientes são pessoas com ao menos alguma dificuldade de enxergar, ouvir, locomover-se ou alguma deficiência física ou mental.

É importante destacar que a proporção de deficientes aumenta com a idade, passando de 4,3% nas crianças até 14 anos para 54% do total das pessoas com idade superior a 65 anos. À medida que a estrutura da população está mais envelhecida, a proporção de pessoas com deficiência aumenta, surgindo um novo elenco de demandas para atender as necessidades específicas deste grupo. Abaixo, o gráfico ilustra os números referentes à distribuição por tipo de deficiência:

Fontes: IBGE e Portal do Envelhecimento
  
Além de graves problemas de falta de acessibilidade em locais públicos e de uso comum, as pessoas com deficiência enfrentam diversas outras dificuldades:

- Alto custo de medicamentos e tratamentos;

- Discriminação e preconceito;

- Dificuldade em se colocar no mercado de trabalho;

- Ausência de escolas preparadas (pedagógica e estruturalmente) para receber crianças com deficiência e promover sua inclusão à sociedade;

- Alto custo de equipamentos mais sofisticados (uma cadeiras de rodas de qualidade ou um smartphone com recursos de acessibilidade para cegos e surdos, por exemplo);

- Grande burocracia para ter acesso a alguns benefícios, como desconto na aquisição de veículos, descontos em passagens aéreas, seguros, aposentadorias e outros;

- Falta de acessibilidade nos meios de comunicação e entretenimento (principalmente em websites, televisão, cinemas e teatros);

- Falta de treinamento das pessoas que trabalham no atendimento ao público (shoppings, aeroportos, restaurantes, bancos e outros);

- Falta de transporte público acessível, tanto urbano quanto intermunicipal e interestadual.

Existem muitos outros problemas além dos citados acima. Muitos deles já possuem soluções garantidas por lei, mas grande parte das pessoas com deficiência ou seus familiares desconhece este fato. Além disso, no Brasil, infelizmente, o que é de direito do cidadão tem de ser "solicitado", enquanto deveria simplesmente ser oferecido pelo poder público e pela iniciativa privada.

Vamos todos juntos, cidadãos de bem, com deficiência ou não, divulgar esta grande luta!



Um abraço,
Francisca

Tradições - 20 de Setembro

Guerra dos Farrapos ou Revolução Farroupilha são os nomes pelos quais ficou conhecida a revolução ou guerra regional, de caráter republicano, contra o governo imperial do Brasil, na então Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, e que resultou na declaração de independência da província como estado republicano, dando origem a Republica Rio-Grandense.

Então, aqui no Rio Grande do Sul o dia 20 de setembro é feriado, temos desfiles temáticos, desfiles dos Centros de Tradições Gaúchas, festas as escolas, mantemos as nossas tradições que são: usar bombacha, vestido de prenda, freqüentar CTG, andar a cavalo, o churrasco, e uma das mais conhecidas tradições o famoso chimarrão, demonstramos assim todo o amor carinho que temos pelo nosso estado.


Sendo assim, apresento a mais bela gauchinha Sophia, participou da bailanta na escola e fez o maior sucesso por onde passava com seu lindo vestido de prenda.




Vai dizer que não tenho razão em dizer que é a mais linda gauchinha? Quando estou tomando chimarrão já pedi, mas ainda não dou porque é muito forte e ela ainda é muito nova, mas espera só mais um pouquinho ta meu amor. Então como não ganha o chimarrão ela pega a cuia vazia e faz que está tomando, é assim, desde pequena que ensinamos os valores para o futuro.

Um grande abraço,
Francisca

20 meses de amor incondicional

O tempo realmente voa, a poucos dias eu tinha uma bebezinha, pequeninha, banguelinha, frágil e agora tenho uma mocinha que corre para todos os lados, se irrita com aquilo que não quer, mas também é muito sorridente e carinhosa, falante e não são apenas palavras soltas já sabe juntar palavras e diz o que quer, um pouco manhosa e ciumenta.

Pois é, a minha princesinha esta se desenvolvendo e crescendo lindamente, quando paro e penso em tudo que já vivemos noto que é muito e ao mesmo tempo pouco perto de tudo que ainda viveremos.

Minha princesa completou ontem, 18 de setembro, 1 ano e 8 meses de muito amor, carinho, compreensão, cumplicidade, cada descoberta é uma nova comemoração, e eu tenho esse privilégio de ver tudo em primeira mão, e depois compartilho com o papai que tem que trabalhar e com isso acaba perdendo um pouco do dia-a-dia, mas quando está em casa compensa essa ausência.

Não consigo me imaginar sem você, minha Sophia, tudo na minha vida gira em torno de você, saibas que sou muito abençoada em ti ter como filha, o amor que sinto por você é incondicional e não vai acabar nunca, pelo contrário vai aumentar cada dia mais, mais, mais e mais. 

Um super beijo e um cheiro de sua mãe que te ama muito.

Sapequices da Sophia

Ai meu Deus, pra quem será que ela vai ligar

Um abraço,
Francisca


Chegou a T-Shirt!!!

Olha a fofura que é T-Shirt de asinhas que a Sophia ganhou no sorteio do blog da amiga Angi em parceria com Bala de Banana.

O frio aqui resolveu dar uma trégua e aproveitei para finalmente tirar as fotos para mostrar para vocês. 





Olha como ficou mais linda ainda a minha princesa, obrigada a todos que participaram do sorteio, mas este presente veio aqui para minha casa.

Um abraço,
Francisca


Readaptação na escola

Como vocês sabem a Sophia está na escola à tarde, está super bem, adora brincar com os amigos, fazer as atividades, ir na pracinha, brinquedoteca e tudo mais, e quando não vai a escola muda completamente o comportamento em casa.

Desde o início do mês estou levando a Sophia para a escola na parte da manhã, pois é inverti os turnos, o que me levou a fazer isso é que ela nunca dormiu na escola, ou melhor ela nunca dormiu com ninguém além de mim, e como pretendo voltar a trabalhar não podia de um dia para o outro chegar e deixa-la na escola sem saber se conseguiriam fazer ela dormir, se iria chorar, enfim.

Então lá estava eu mais uma vez sentada por horas e horas na recepção esperando que a mocinha dormisse e o melhor permanecesse dormindo, pois é, foi mais simples do que imaginei a professora conseguiu fazer ela dormir, o sono ainda anda em altos e baixo mas tenho certeza que logo estará tudo bem.

Com a mudança da rotina mudou também o comportamento em casa, tem horas que chora mais, quer mais colo, o sono da noite esta alterado, mas aos poucos as coisas estão voltando ao normal e logo tudo estará novamente na santa paz por aqui.

Um abraço,
Francisca

Copyright © Minha Princesa Sophia - Todos os direitos Reservados - Plataforma Blogger - Personalizado por: Giselle Carvalho -